terça-feira, maio 16, 2006

É assim que sabemos que estamos vivos: não compreendemos.
Philip Roth, Pastoral Americana

1 comentário:

drakferion disse...

Estou muito vivo.