terça-feira, abril 18, 2006

green



Não é de mim nem de agora: a cidade tem uma cor nova, acabada de nascer. É o verde mais primaveril de que me lembro; mas pode ser a memória a enganar-me, depois de um ano de seca. Espero que o próximo fim de semana permita os meus passeios; entretanto vou amanhã ao Algarve e já volto. Até já.

3 comentários:

drakferion disse...

«É o verde mais primaveril de que me lembro;»

Estranho, tive a mesma reacção...
Talvez não seja engano. :)

teresa disse...

a chuva tem destas coisas, é o que me ocorre dizer. às vezes na cidade não nos apercebemos de como é importante; talvez esta cor o recorde.

GPC disse...

Sim, é verdade: nunca se viu tão verde e tão explosiva Primavera!
O "verde" pode ser apenas impressão (pela seca) mas o "explosiva" é certo: A Primavera instalou-se em 3 dias e foi esta abruptidade que nos entrou pelos sentidos.